Tag

eleições 2018

Browsing

CENÁRIO A SER ENFRENTADO

O cenário agora que Bolsonaro foi eleito pode ser resumido em duas coisas:

1) Não se sabe, ao certo, quais propostas o Bolsonaro irá priorizar. Sabemos apenas que está sendo sinalizado o primeiro projeto dele será para “flexibilizar” o armamento civil;
2) Mesmo sem essa certeza, é provável que o mercado dê um voto de confiança a Bolsonaro e espere um governo reformista.

Só que o caminho do governo Bolsonaro não será livre de problemas. O Brasil hoje sofre pressão das contas públicas, e não há muita flexibilidade para o corte de gastos. Lembremos que isso se dá basicamente por conta de dois motivos:
1) O mais básico de entender é que o governo brasileiro tem déficit, e não tem como fazer rodeios. Simples assim.
2) O segundo é um pouco mais “técnico”, relativo ao ciclo orçamentário, que é composto por 3 projetos de lei: o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA).

Por isso, os primeiros meses do governo Bolsonaro serão importantes porque justamente será neles que nós teremos uma ideia mais clara do que podemos esperar do governo dele pelos próximos quatro anos.

Existe uma urgência principalmente por um tipo de mudança: as reformas.

DESAFIOS DAS REFORMAS

A principal pauta que deve ficar pairando o céu do governo Bolsonaro é justamente a reforma da previdência. Não há pra onde fugir: a previdência é a principal despesa do governo, representando cerca de 60% do governo federal. Se continuarmos do jeito que está, já em 2030 poderá chegar a 70%, e num cenário em que a pirâmide etária do Brasil está invertendo, ficando cada vez mais impossível de sustentar.

Só que Bolsonaro tem que fazer uma reforma que consiga resolver, ou ao menos quase resolver, todo o problema estrutural que nós temos. Já foram feitas reformas em 1991, 1998 e 2003, mas nenhuma destas resolveu o problema.

Além disso, também há a reforma tributária, onde poderemos ter 3 mudanças principais:

1) Paulo Guedes chegou a mencionar a diminuir para 0 o imposto de renda de quem ganha até 5 salários mínimos, com alíquota única de 20% para as demais faixas;
2) Paulo Guedes propôs eliminar deduções com gastos em saúde e educação.
3) Defendeu a criação de um imposto de 20% sobre dividendos, mas com uma compensação do imposto de renda para empresas de 34% para 15%. A princípio, pode ser algo que pareça ruim ao investidor que quer viver de dividendos, mas uma redução de 34% para 15% para empresas pode acabar compensando.

CENARIO ECONOMICO

Do cenário econômico com Bolsonaro, podemos esperar o seguinte:

1) Abertura comercial, com possível redução de alíquotas de importação e de barreiras não-tarifárias, com possíveis novos acordos bilaterais de comércio, vide também que há uma crítica longa (e muito válida) da falta de acordos de comércio com um uso muito ineficaz do Mercosul;

O QUE ESPERAR DA BOLSA

Partindo do que eu comentei até aqui, o cenário para a bolsa é positivo ao longo dos próximos 4 anos. Tudo depende das reformas e da agenda liberal, mas a XP, por exemplo, já espera que o mercado fique entre 90-100 mil pontos até o final do ano.
A bolsa poderá ser o ativo do qual veremos mais relevância, já que ela, hoje, está sendo negociada a 10,5x lucro de 2019, 5% abaixo do histórico, e tende a crescer mais com o tempo.

MINHAS CONCLUSÕES E COMO POSICIONAR O SEU DINHEIRO

– Governo Bolsonaro dá bons sinais econômicos, mas, por enquanto, são apenas sinais. Os primeiros meses do governo é que nos darão uma ideia melhor de quais serão as prioridades dele;

– Se espera um governo mais liberal, o que, na minha opinião, é algo muito importante. Se você, que está assistindo o meu vídeo, discorda, não tem problema. O debate saudável também é importante.

– O principal, sem dúvidas, é a reforma da previdência. Provavelmente esse será o maior teste do Bolsonaro até para a economia e politica no geral. Caso ele saia com vitória, o mercado tende a ficar animado com o rumo do Brasil (é o que está no planejamento). Caso contrário, será péssimo aos olhos do mercado.

– Governo Bolsonaro mostrando o que se espera dele, a bolsa e vários segmentos do mercado tendem a subir. Mas não se apeguem a tendência de altas ou baixas, se apeguem a bons negócios.
– Setores que você deve, a partir de hoje, prestar atenção: Varejo, Aviação, Bancos, Siderúrgicas e Locadoras. E importante: fuja dos ruídos. Talvez a empresa que teve maiores ruídos nesse período foi a Forja Taurus, mas lembre-se: Bolsonaro já disse que pretende acabar com o monopólio da Taurus, e enquanto muitos estão comprando ações da empresa, alguns importantes acionistas da empresa estão vendendo.

Redes Sociais:
BLOG – http://oprimorico.com.br
YOUTUBE (inscrever-se) – http://bit.ly/1S6WMoM
FACEBOOK (curtir página) – https://www.facebook.com/oprimorico
TWITTER: https://twitter.com/thiagonigro
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/thiago.nigro/
PODCAST: https://soundcloud.com/thiagonigro

Estamos na véspera das eleições 2018 e enxergamos um país divido entre o #ELESIM e o #ELENAO.

Independente do resultado, teremos a maioria dos indivíduos insatisfeitos, o que indica que a Democracia é um sistema falho, tanto na eficiência quanto na ética. Teremos uma maioria escravizada pela vontade de uma minoria, sofrendo medidas que afetam os valores e o financeiro dessas pessoas.

Nas criptomoedas, por outro lado, mineradores e investidores que divergem do andamento de um projeto, não são obrigados a seguir a imposição de uma minoria (ou mesmo de uma maioria), podendo optar por seguir outro caminho, resultando portanto no que conhecemos como FORK. Parte das pessoas segue o modelo original e parte segue um caminho alternativo, que competirá no mercado, permitindo que algum tempo depois fique evidente qual opção apresentou melhor resultado.

Como podemos levar este aprendizado, iniciado pelos FORKS do Bitcoin, para a política, de forma a resolver os problemas de divergência?

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖

APOIADORES:

COINEXT: melhor e mais moderna Exchange Brasileira do mercado! https://coinext.com.br/

KAMONEY: pagamento de boletos, recarga de celular e transferências para contas bancárias. Tudo com criptomoedas!
https://www.kamoney.com.br/

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖

DOAÇÕES PARA O CANAL

Bitcoin:
3CcRTZMqaSrkS7pmVD42p9NiD7ezVMZq8s

Ethereum:
0x0B46adAFb333cecc7Ed5917d0a36128d98d545D8

Litecoin:
MVd9WuANCY5oPHbBvVpKVTvDNWLH8yBYoR

Dash:
XfaotKb3csMRp7XKjdKesgN9xeNDnRb5mQ

Nano: xrb_1qx995fm3unzeho4pmajkrus36c9u8x4iqs6scdp43jjui3dscpexedwdeye

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖

OUTRAS REDES SOCIAIS:

TELEGRAM (chat para discussão da comunidade):
@CRIPTOMANIACOS_YouTube

TELEGRAM (canal de alertas):
@criptomaniacosbr

FACEBOOK (vídeos, fanpage e fórum):
criptomaniacosbr

TWITTER (vídeos e notícias do mercado) :
Criptomaniacos_

STEEMIT (artigos e respostas aos comentários):
@criptomaniacos

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖

** CRIPTOMOEDAS SÃO ATIVOS EXTREMAMENTE ARRISCADOS E DEVEM SER NEGOCIADAS SOMENTE POR PESSOAS QUE ESTEJAM DISPOSTAS A PERDER TUDO O QUE INVESTIRAM. SEMPRE FAÇA A SUA PRÓPRIA PESQUISA. OS VÍDEOS DESTE CANAL NÃO POSSUEM CARÁTER DE CONSULTORIA E O AUTOR NÃO RECOMENDA INVESTIMENTOS BASEADOS EM SUAS OPINIÕES PESSOAIS **

Inscrições abertas para a Mentoria do Mil ao Milhão 4.0: https://r.oprimorico.com.br/facasuamatricula

– – – – – Link para ver o patrimônio de cada um dos candidatos: https://goo.gl/dUf865

BÔNUS: Patrimônio do Cabo Daciolo: https://goo.gl/7cQz3s

Clique aqui para entrar na lista VIP do meu curso de investimentos: https://goo.gl/KpLg7d

Álvaro Dias – R$2.889.933,32 milhões

Então, temos que a maior parte do patrimônio do Álvaro Dias, hoje, vem da sua participação em empresas, o que corresponde a 68,1% do seu patrimônio declarado. E vemos também que é um político que na teoria deve entender bastante de educação financeira, já que não tem nem 30 centavos na poupança, enquanto que tem um patrimônio de quase 255.400 mil em ações.

Inclusive, em 2014, Álvaro Dias tinha 6.000 ações da Vale, 2.752 PETR4, 5.492 BBAS3, 2.062 BBDC4, tudo em custódia no Banco do Brasil.

Bolsonaro – R$2.286.779,48 milhões

Já o Bolsonaro tem uma pegada bem diferente do Álvaro Dias: a maioria do seu patrimônio declarado, hoje, está em imóveis. Ao todo, ele declarou 5 Casas, o que, juntas, representam 60,4% de todo o seu patrimônio. Aparentemente, ele faz o estilo de pessoas mais velhas, que enfrentaram tantas mudanças de moeda e inflação tão alta que acabam investindo bastante em imóveis.

Em 2014, o Bolsonaro, na sua candidatura para deputado, declarou um patrimônio de R$2.074.692,43. Se fizermos aqui também a correção desse valor pela inflação, temos que o Bolsonaro, assim como o Álvaro Dias, não conseguiu fazer com que o seu patrimônio batesse pelo menos a inflação, já que o seu patrimônio deveria estar em pelo menos R$2.6 milhões de reais para bater a inflação e ele declarou R$2.28 milhões. Também um pouco estranho isso ai.

Ciro Gomes – R$1.695.203,15 milhões

E se o Bolsonaro já era do tipo de investidor que tinha maior parte do seu dinheiro em imóveis, nem se fala o Ciro Gomes, que tem 71,2% do seu patrimônio declarado em imóveis. Se eles divergem em muitos assuntos, aparentemente não divergem no que se refere a como usar o seu próprio dinheiro. Apesar disso, diferente dos demais candidatos apresentados até agora, o Ciro Gomes tem muito dinheiro também em poupança, que sabemos que é um péssimo investimento. Mais um candidato aí que precisa de uma ajudinha pra investir.

Geraldo Alckmin – R$1.379.131,70 milhões

O Alckmin é um dos candidatos que tem um valaor em investimentos financeiros considerável. Ao todo, o Alckmin tem 51,27% do seu patrimônio em investimentos, sendo a maior parte deles em 3 previdências, 2 VGBL e uma PGBL.

Marina Silva – R$118.835,13

Apesar da Marina já ter 34 anos de política, o seu patrimônio é bem modesto comparado aos outros políticos “veteranos”. Enquanto o patrimônio do Alckmin e do Bolsonaro passam do milhão, a Marina, neste ano, declarou um total de R$118.835 mil reais, sendo 86% desse patrimônio composto por imóveis.

Henrique Meirelles – R$377.496.700,70

E aqui nós já temos um homem de mercado. Tanto que, veja só: 90,7% do seu patrimônio é composto, justamente, por investimentos. Mas até mais importante: desses 90,7%, 75% é composto exclusivamente por ações. Meirelles chega a ter R$283.176.015 milhões de reais apenas na bolsa de valores. Outras coisas interessantes do patrimônio dele é que Meirelles tem quase 59 milhões em um FIDC, e, curiosamente, R$855.160,00 mil reais de crédito advindos de um empréstimo.

Aí talvez até alguns pensem “caramba, que risco. Ele é muito agressivo”. Mas lembrem-se: como Buffett diria, o risco advém de investirmos onde nós não conhecemos.

João Amoedo – R$425.066.985,46 milhões

Aqui temos o candidato que ganhou como o candidato mais rico, já que ele declarou nada mais do que R$425 milhões de reais.

E, assim como o Alckmin e o Meirelles, o João Amoedo tem muito do seu patrimônio, hoje, em aplicações financeiras. Mas diferentemente dos dois, a maior parte do seu patrimônio está em investimentos de renda fixa, e não em previdência ou bolsa de valores. Ao todo, 51,2% do seu patrimônio está em aplicações financeiras, sendo então um total de R$217.538.262,19 milhões de reais.

Guilherme Boulos – R$15.416,00 mil

Guilherme Boulos seria o candidato mais modesto das eleições… Isso se o Cabo Daciolo não tivesse declarado que não tem nada.

De toda forma, Boulos declarou apenas uma coisa: um automóvel no valor de R$15.416 mil reais. Então, aparentemente, todo o patrimônio dele se resume a algo que, na maioria das vezes, é um passivo. Tá feio a coisa pra ele.

#eleicoes2018 #patrimoniodoscandidatos